sábado, 12 de julho de 2008

Rosa

Este ano Guimarães Rosa estaria completando 100 anos. Faço esta pequena homenagem ao escritor e de quebra ao brother Raul e a nova banda dele, cujo nome é o mesmo do título da letra. Pretendo postar todo mês uma letra inspirada no sertão encantado de Rosa. Pra começar, a primeira palavra da obra prima do autor ...




Nonada

Não é nada não
É só meu coração batendo forte logo ali
Bem fora do peito
E eu não sei direito tudo que senti
Vendo o céu se abrir
Nuvem, rosa, seca - o sertão é logo ali
Em todo lugar que há de se existir

Não é nada não
É só meu coração batendo forte dentro aqui
Bem dentro do peito
E eu não sei direito tudo que senti
Vendo o céu se abrir
Nuvem, rosa, vento – o lugar a se partir
Coração sangrando até se consumir


Não é nada não
É só meu coração batendo forte ao sentir
O mundo no peito
E eu não sei direito tudo que senti
Vendo o céu se abrir
Isto é um novo jeito, uma nova forma de sorrir?
Nuvem, letra, rosa – o sol que nasce por aqui
Luz pra confundir?

Não é nada não
É só meu coração batendo forte até se abrir
Até rasgar o peito
Agora sei direito tudo que senti
Vendo o céu se abrir
Nuvem, rosa, sangue – o infinito cabe aqui
O sertão no peito
Coração batendo alto pra ninguém me ouvir

6 comentários:

Ferdi disse...

Ai, tenho maior vontade de conhecer o sertão encantado de Rosa...fazer os caminhos roseanos...fui uma vez em Cordisburgo...mas era criança e nem ligava para essas literatices. Raul, parabéns pela banda e pelo nome genial.
Beijos!!

Raul disse...

Essa letra é maravilhosa cara! Pela prévia que você me havia dado eu imaginava que viria coisa boa por aí... primoroso!

Ah, valeu Ferdi. Vamos ver se agora essa história de fazer música dá mais certo...

Abs!

Alves disse...

Bem Ferdi, Lá em Cordisburgo (a cidade do coração)tem o Museu Guimarês Rosa (muito legal a meninada do projeto Miguilim) e a Gruta de Maquiné, Vale a pena conhecer. Realmente é o principiar do sertão de Rosa... Se vc tiver com tempo dá pra dar uma "esticada mais pra frente" e conhecer a casa de Manuelzão, que fica em Andrequicé, distrito de Felizlândia (A cidade da felicidade) Ré,ré.
Ei Raul, depois quero falar com vc sobre musicar esta e as outras letras com o tema.
Abs, pessoal!!

Raul disse...

Uai, pra falar comigo você sabe que tem que marcar hora né... mas como o Churrasquinho do Manoel só abre depois das 6, pode ser nesse horário mesmo... he he

Abs!

mariasamara disse...

merecido!

.Noites que não dormi. disse...

muito bom
=D