terça-feira, 15 de abril de 2008

Olha ali sou eu pendurado no fio desencapado do poste de alta tensão

Ainda não consegui imaginar um nome para esta letra que fiz ontem... Por isso o título é o exato momento em que terminei de fazer a letra.

Ps.: O título do post é um trecho da música "Pendurado", do Wado!

20:34 h

Adeus!!!
É tempo de me encontrar
Sei que tudo vem – querendo
Não digo isso por nós dois
Sei que o tempo está – correndo

Se tudo foge do lugar
Eu não devia estar – sofrendo
E deixo tudo pra depois
Se não sei o que estou – vivendo

Eu vou pra nunca mais voltar
E sei o que estou – dizendo
Faço parte do que foi
E não do que estava – sendo

Se tudo vem bem devagar
Vou divagar num – tempo
Um tempo antes de nós dois
Ver o meu amor –morrendo

8 comentários:

Raul disse...

Que massa! Forte pra cacete hein velho?

... cenas da vida real?

Alves disse...

Com certeza... Da vida irreal!

Zololkis disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Ferdi disse...

Cenas da vida irreal, então, é um bom nome!

Adorei o post abaixo...até salvei a imagem. Adoro manuscritos, em tempos em que quase já não se escrever a mão.

Beijos, meninos!

Alves disse...

Tem razão, Ferdi! Fica sendo este então o nome...
Bjs

paula r. disse...

ó a ferdi virando compositora!

samara disse...

o importante é que chegue, né?

adorei essa novo foto do template.

Raul disse...

Valeu Sam! É sempre bom mudar um pouco o visual né...